MARANHÃO

BAIXO PARNAÍBA

BRASIL e Mundo

CRIMES

Videos

Você está em

Hildo Rocha cobra eficiência nas ações do Ministério da Saúde

“Há um desalinhamento do Ministério da Saúde em relação à realidade dos municípios brasileiros”
O deputado federal Hildo Rocha voltou a cobrar melhorias no desempenho do Ministério da Saúde. As cobranças foram feitas durante audiência pública no âmbito da Comissão Mista do Orçamento (CMO) com a presença do ministro da saúde, Luiz Henrique Mandetta.

De acordo com o parlamentar, há um desalinhamento entre o órgão e as necessidades dos municípios brasileiros. “Não é de agora o problema é antigo, nada mudou. Assim o povo mais pobre fica sem acesso à saúde, sem remédios, em filas intermináveis para marcar consultas médicas. Hoje, fazer cirurgia pelo SUS hoje é quase impossível. Isso tem que mudar”, afirmou Hildo Rocha.

Distorções nos repasses para os municípios
Rocha lembrou que há muito tempo vem lutando a fim de corrigir distorções nos repasses que o ministério faz para os municípios brasileiros. “Alguns municípios têm o teto lá em cima e não usa, enquanto outros municípios produzem bem mais que recebem, mas não recebem o apoio do Ministério. O ministério adora os municípios que produzem menos do que o seu teto financeiro. Mas quando o município ultrapassa o teto é visto como inimigo da saúde pública, é incrível. Em vez de privilegiar as prefeituras que fazem mais do que deveriam fazer, o Ministério dá as costas para aqueles municípios”, criticou o deputado.

O exemplo de Buriticupu
Os fundamentos das críticas foram exemplificados com a situação de Buriticupu. O deputado disse que na administração do ex-ministro Marcelo Castro, o município produzia 150% a mais do que recebia do SUS.

“Conseguimos aumentar o teto financeiro do município e a saúde pública melhorou ainda mais, no município. Isso provocou uma grande corrida de pacientes de toda a região, em busca de atendimentos em Buriticupu. Hoje o município produz 200% a mais do que recebe do SUS. Sabe-se que a saúde é tripartite, mas o Governo do Estado não dá nada, não contribui com nada, o município está bancando quase que sozinho, pois o que a União dá equivale a um terço do que deveria repassar para o município. O ex-ministro Gilberto Occhi disse que iria resolver essa distorção, mas não resolveu. Portanto, o problema persiste e tem que ser corrigido. Tenho esperança de que agora isso será corrigido” enfatizou Hildo Rocha.

Falta de medicamentos
Rocha cobrou providências quanto à questão da falta de medicamentos nas unidades públicas de saúde de todo o país. “Esse é outro problema antigo, não é de agora. O ex-ministro Marcelo Castro e outros gestores da pasta também enfrentaram essa questão que este ano se agravou. No Maranhão, morreram várias pessoas por falta de medicamentos para o tratamento de câncer, isso não pode acontecer”, sentenciou o deputado.

Oncologia na Região Tocantina
O Parlamentar tratou também sobre as dificuldades de pacientes que fazem tratamento de Câncer na região Sul do Maranhão. Hildo Rocha fez um alerta. “A Região Tocantina vai ficar sem tratamento oncológico. No Maranhão, só existe tratamento oncológico em São Luís e Imperatriz. O hospital de Imperatriz que faz o serviço de oncologia já pediu rescisão do contrato por atraso de pagamentos e defasagem nos preços dos serviços.   O Ministério não repassa o dinheiro no tempo correto para o governo estadual pagar o hospital. O poder público não está honrando com seus compromissos. Isso afetará aproximadamente 3.500 pacientes que fazem tratamento de oncologia, no Hospital São Rafael, que atende 48 municípios do Maranhão e do Tocantins. Peço ao ministro que interceda para evitar que a população da Região Tocantina fique sem o tratamento de câncer”, comentou.

Esperança renovada no realinhamento dos serviços de saúde
O deputado disse que trouxe a questão para o debate porque tem recebido insistentes pedidos de ajuda dos prefeitos, do Maranhão e de todo o país, que enfrentam situação semelhante à de Buriticupu.

“Apesar das grandes dificuldades acredito que esses problemas serão solucionados. Vossa Excelência, ministro Mandetta, já foi secretário Municipal de Saúde, conhece a realidade. Estive na sua posse, adorei o seu discurso. Por isso, estou confiante, acredito que Vossa Excelência vai resolver todos esses problemas”, afirmou Hildo Rocha.

Assista: 

Antenor Ferreira

Jornalista chapadinhense, 33 anos, apresentador de rádio e TV, e redator dessa página. Obrigado por sua visita! Siga-nos no insta: @antenor.oficial

Nenhum comentário:

Participe! Deixe seu comentário

Clique na imagem e confira!

Clique na imagem e saiba mais!

Nos Siga no Facebook

Mais lidas da semana

Ouça a rádio voz de arari!

Arquivo da página