MARANHÃO

BAIXO PARNAÍBA

BRASIL e Mundo

CORONAVÍRUS

Videos

Arquivo da página

Alô Flávio Dino! Casos de Covid não param em Chapadinha, e teremos que continuar sem ajuda do governo do Estado?

Antenor Ferreira

Flávio Dino e prefeita Belezinha em encontro onde foi pedido apoio a UPA do município 

O sinal vermelho acendeu. Os casos de Covid-19 em Chapadinha estão alcançando números alarmantes. O total de mortes causadas pela doença se aproxima de 120 e o espanto da população se soma a frustração da prefeita Belezinha, que até o momento segue sem receber qualquer ajuda do governador Flávio Dino, na área da saúde, que enfrenta tão delicado momento.

Por meio das redes sociais do município foi divulgado na tarde desta terça-feira (25), o ofício de N° 168/2021 protocolado e entregue pessoalmente ao Governador pela Prefeita em 5 de Maio de 2021, que solicitava recursos financeiros para auxiliar na manutenção da Unidade de Pronto Atendimento do município, a UPA, que é o centro de tratamento de pessoas com Covid-19.

Naquele momento o município já estava alerta quanto o avanço do quadro epidemiológico da Covid, que sinalizava um súbito aumento de casos, que por consequência traria dificuldades ao sistema de saúde do município.

A esperança era que de forma breve breve houvesse um retorno positivo do Governo do estado, garantindo maior eficácia e excelência nos atendimentos da unidade médica. No entanto, nada além da frustração.

Ao receber o ofício em questão, Flávio Dino disse que analisaria e daria posterior retorno, mas a reposta nunca veio.

Infelizmente a situação piorou e parece que o município será obrigado a descascar sozinho esse doloroso e espinhoso abacaxi.

É preciso que o governador Flávio Dino enfim resolva dar devida atenção ao nosso município, e os motivos são claros.

1 - Chapadinha é o principal município da região Baixo Parnaíba e a carga no sistema de saúde pública, que recebe pacientes de diversos municípios da região diariamente, requer grandes esforços da gestão municipal, que padece de recursos;

2 - Além de receber o município quebrado, com quase 30 milhões em dívidas deixadas pela gestão anterior, Belezinha não recebeu recursos para combater a Covid, como de forma abundante aconteceu no último ano;

3 - O município vem investindo e trabalhando de maneira firme e intensa por conta própria. Ativou UTI's na upa, equipados com modernos ventiladores, abriu novos leitos e iniciou essa semana a testagem em Unidades Básicas de Saúde do município, 5 no total, fora os esforços para garantir o maior número possível de vacinação, já se aproximando das 15 mil pessoas imunizadas, mas muito poderia ser feito, se o Estado disponibilizasse recursos.

É notório que esforços da líder do executivo e do secretário de saúde Richard Wilker, que vem ganhando notoriedade com suas firmes e estratégicas ações, não faltam. O que falta mesmo é sensatez e mais humanidade, principalmente do Governador do estado, já que do Governo Federal pelo jeito nada mais virá.

Não podemos ficar sentados a espera de um milagre. O município está agindo, o povo precisa despertar e também fazer sua parte, e o governo do estado não pode continuar a nos empurrar contra a maré, nos deixando a própria sorte.

Em Chapadinha também tem maranhenses. Também tem eleitores e também tem homens, mulheres, jovens, idosos, adultos e crianças que merecem respeito e atenção, não merecem a dor, não merecem o luto e não merecem o DESPREZO.

Antenor Ferreira

Jornalista chapadinhense, 33 anos, apresentador de rádio e TV, e redator dessa página. Obrigado por sua visita! Siga-nos no insta: @antenor.oficial

Nenhum comentário:

Participe! Deixe seu comentário

Vamos ficar em forma?

Vamos ficar em forma?
Rua do Comércio - Centro, por trás do Armazém Paraíba

Nos Siga no Facebook

Mais lidas da semana