MARANHÃO

BAIXO PARNAÍBA

BRASIL e Mundo

CRIMES

Videos

Imagem ilustrativa 

No dia de hoje, 30 de junho de 2020, o Tribunal de Justiça do Estado do Maranhão, por meio da Desembargadora Maria das Graças de Castro Duarte Mendes, derrubou decisão que determinava a Intervenção no Município de Anapurus. Essa decisão, que foi proferida em sede de Ação Rescisória, se deu em virtude de várias irregularidades procedimentais existentes no processo que teve origem na Comarca de Brejo/MA.

Dessa forma, a gestão da prefeita Vanderly Monteles consegue mais uma vitória em virtude do controverso concurso público que foi realizado pela gestão anterior, mas que se deu em total descompasso com a legislação.

Não custa lembrar que o certame realizado uma semana após as eleições de 2016 já foi alvo de inúmeras denúncias. Houve a instauração de Inquérito Policial, Ação criminal sobre um grupo que fraudou as provas, Ação Popular buscando a anulação de todo o concurso (ainda pendente de julgamento). 

Mesmo com todas as irregularidades apontadas, os aprovados tentam de todo o modo a nomeação, mesmo não existindo os requisitos que sustente o ato. 
Nesses quatro anos, o município de Anapurus, por meio de seus advogados, vem conseguindo reverter, perante o Tribunal de Justiça em São Luís, todas as decisões que desfavoráveis. 

Confira parte da decisão proferida hoje, que derrubou a possibilidade de intervenção no município:

ASCOM 

Na tarde de segunda-feira, 29 de junho, a Prefeita de Anapurus, Professora Vanderly Monteles (PCdoB), deu posse ao novo Presidente do Instituto de Previdência de Anapurus - IPA. O Sr. Osvaldo Monteles, que é ex-prefeito e ex-vereador do município, figura conhecida da população anapuruense, conduzirá o órgão. 
Durante o ato, Osvaldo Monteles, que já ocupou diversos cargos públicos, disse estar feliz com o cargo que vem a ocupar pela primeira vez e agradeceu à gestora municipal pela confiança nele creditada.

Osvaldo Monteles assume o IPA após a lamentável perda do seu então e saudoso presidente, Antonio José Saraiva, que morreu vítima de complicações causadas pela Covid-19. 
Antenor Ferreira

Os três homens suspeitos de participar do assalto a um posto de combustível em Viana/MA, distante cerca de 215 km de São Luís, foram presos pela Polícia Militar ainda na manhã desta segunda-feira (29). A ação criminosa resultou na morte do vigilante José Inaldo Torres Sousa, o "Pinininha", que tinha 34 anos.
Os três suspeitos chegaram ao posto em duas motos, invadiram o escritório e depois efetuaram um disparo na cabeça do vigilante. "Pinininha" foi socorrido por populares, mas infelizmente não resistiu e morreu no hospital.
Segundo a polícia, as duas motocicletas usadas pelo trio eram roubadas e foram abandonadas em uma rua de Viana, às margens da MA-014. Os criminosos seguiram em fuga em um carro, também produto de roubo.

O automóvel havia sido tomado de assalto em São Luís, no último sábado (27). Sendo perseguidos pela Polícia o trio acabou sendo preso após bater o veículo.

Os acusados foram identificados como Maxwell Cardoso Rodrigues, Mateus Augusto Sousa Barbosa e Victor de Aguiar Silva. Com eles, a polícia apreendeu três revólveres calibre .38, R$ 9 mil em dinheiro e o veículo.
Uma mãe teve um surto e matou a filha de apenas 9 meses com uma faca no apartamento onde moravam na rua Continental, em São Bernardo do Campo, região metropolitana de São Paulo, na tarde desta segunda-feira (29). Ela ainda atacou a outra filha de 9 anos, que foi salva pelo tio. As informações são da Record TV.
Mãe teria tido um surto psicótico e matou filha de 9 meses em São Bernardo
Reprodução / Record TV

Segundo a Polícia Civil, a suspeita estava no apartamento de luxo no décimo segundo andar com o cunhado e duas filhas. Em determinado momento, Jéssica Silva, de 27 anos, teve um surto e matou a filha, Ivyalla Silva Chaumett, de nove meses, com um corte no pescoço.

Ela chegou a ir em direção à segunda filha, mas foi impedida pelo cunhado, de origem haitiana. Eles chegaram a ter uma luta corporal mas Jéssica foi imobilizada. Os vizinhos ouviram a confusão e acionaram a Polícia Militar.

Quando os policiais chegaram na residência, Ivyalla já estava morta. A segunda filha junto com o cunhado foram encaminhados ao hospital. Jéssica também foi levada ao Hospital de Urgências do município.

Na delegacia, Jéssica contou aos policiais que tem problemas psiquiátricos e toma remédios controlados. Ela disse não lembrar ao certo o que aconteceu. Ela é casada com um médico haitiano que atua no Brasil, mas ele não estava no apartamento no momento do ataque.

O caso foi encaminhado ao 1º DP de São Bernardo do Campo, onde a ocorrência foi registrada como flagrante de homicídio qualificado.

O IML (Instituto Médico Legal) de São Bernardo do Campo informou que o corpo da bebê está no local desde a noite desta segunda.
Pesquisadores chineses identificaram uma nova variante do vírus da gripe, com potencial para se espalhar com facilidade entre a população mundial, no organismo de porcos criados em diversas províncias do país asiático. As informações são do O Tempo.
O vírus suíno detectado pelos cientistas tem algumas características preocupantes. De um lado, as atuais vacinas contra gripe não parecem conferir proteção significativa contra ele; de outro, apesar da origem em animais, ele não tem dificuldades para infectar células humanas. Alguns dos criadores de porcos da China, ao que tudo indica, já pegaram o vírus e se recuperaram, a julgar pela presença de anticorpos em seu sangue.

Dados sobre a nova cepa do vírus influenza, como também é conhecido o causador da gripe, acabam de ser publicados na revista da Academia Nacional de Ciências dos EUA (PNAS), em pesquisa coordenada por George Gao, do Centro Chinês de Controle e Prevenção de Doenças.

Gao e seus colegas integram um esforço de mapeamento epidemiológico dos vírus influenza em porcos que, entre 2011 e 2018, coletou quase 30 mil amostras de muco do focinho de porcos em dez províncias chinesas que abrigam grandes populações de suínos. Ironicamente, o trabalho foi encaminhado para publicação em dezembro de 2019, pouco antes que a crise de saúde pública causada pelo novo coronavírus ganhasse corpo na China.

Ficar de olho na evolução dos vírus de porcos é uma medida lógica porque o organismo desses mamíferos domésticos é considerado um "misturador" natural de diferentes cepas de gripe, como as que circulam em aves (tanto selvagens quanto domésticas) e em seres humanos.

Não é por acaso que a pandemia de influenza de 2009 ganhou o apelido de "gripe suína", e sabe-se inclusive que, durante aquele episódio pandêmico, houve transmissão de mão dupla, com a gripe passando de humanos para porcos.

Diferentes formas do vírus da gripe frequentemente "embaralham" seu material genético dentro do organismo de seus hospedeiros, um processo que costuma dar origem a novas combinações, as quais podem pegar de surpresa as defesas de futuras vítimas. É o que parece ter acontecido com as novas variantes identificadas pelos pesquisadores chineses, apelidadas por eles de G4 (genótipo 4).

Assim como o vírus da gripe de 2009, os vírus G4 são classificados como H1N1 (sigla de duas moléculas importantes que compõem o vírus, responsáveis por sua entrada e saída das células infectadas). Mas eles sofreram tantas mutações que a vacina contra os vírus H1N1 já conhecidos não é capaz de neutralizá-los.

Além disso, outras moléculas do vírus vêm de misturas genéticas com duas outras cepas, uma similar à gripe de aves e outra que circulava na América do Norte. Trata-se, portanto, de uma junção de três formas anteriores do vírus influenza, numa combinação que não tinha sido vista até agora.

Experimentos feitos com células humanas e com furões (animais muito usados para estudar a evolução da gripe) mostraram que os vírus G4 infectam com facilidade esse tipo de célula e causam sintomas típicos de gripes relativamente graves. Uma análise de anticorpos no sangue dos que trabalham com criação de porcos nas mesmas províncias chineses, um grupo de mais de 300 pessoas, revelou que 10% delas parecia ter tido contato com a nova cepa.

Os especialistas defendem a intensificação do monitoramento e do controle entre suínos para evitar que o novo vírus, que tem potencial pandêmico, consiga se espalhar mais entre os seres humanos.
Produtores rurais da região de Moitas, município de Arari, receberam neste final de semana, uma retroescavadeira hidráulica moderna, que foi adquirida com recursos públicos federais provenientes de emenda parlamentar individual do deputado Hildo Rocha. O parlamentar maranhense ressaltou que o benefício é uma conquista decorrente do pedido e do esforço da empresária e líder política Maria Alves.

“De agora em diante os produtores rurais desta região passam a contar com uma potente máquina da marca John Deere, ano 2020, zero quilômetro. É um equipamento polivalente, ou seja, é uma máquina que pode ser utilizada para construir estradas; melhorar os caminhos de acesso; cavar açudes e tanques para criação de peixes. Enfim, é um benefício grandioso que ajudará a melhorar a produção e a produtividade de Moitas uma região produtiva habitada por aproximadamente quatro mil pessoas que tem na atividade agrícola a sua principal atividade e fonte de renda. Essa máquina chega até aqui graças a Maria Alves que me pediu para conseguir uma retroescavadeira para servir a população de Arari”, destacou Hildo Rocha.

Além do deputado federal Hildo Rocha também participaram do ato a empresária e líder política de Arari, Maria Alves; o vereador Raimundo do Hospital; o presidente do Centro de Integração da Região de Moitas, Antônio de Jesus Batalha Pereira (Juca); o líder do povoado Laranjeiras, Raimundo Farias e o ex-prefeito de Cantanhede Zé Martinho (Kabão).

Agradecimentos

A líder política e empresária Maria Alves, ressaltou que a chegada da máquina, no dia em que Arari comemorou mais um ano de emancipação política e administrativa foi o maior presente que a população ganhou na data que marcou os 156 anos de independência.
“Hoje é um dia de festa e nós temos grandes motivos para festejar porque graças ao nosso trabalho, com o apoio do deputado Hildo Rocha, nós conseguimos entregar um grande presente para a população do nosso município. Deputado, em nome do povo de Arari, eu agradeço por tudo que você já fez por essas pessoas e agradeço antecipadamente por tudo que ainda virá porque você é um parlamentar atuante que tem sempre atendido as demandas, os pedidos, as solicitações que eu faço em nome da população arariense. Muito obrigado por tudo, deputado Hildo Rocha”, afirmou Maria Alves.

O presidente do Centro de Integração da Região de Moitas, entidade que recebeu a doação da máquina, Antônio de Jesus Batalha Pereira, o popular Juca, enfatizou que a presença do deputado Hildo Rocha e demais membros da comitiva no povoado para fazer a entrega do equipamento foi um ato inédito na história do povoado.
“Quero agradecer por essa grande ajuda. Essa máquina vai ajudar os trabalhadores e trabalhadoras rurais desta região que é formada por diversos povoados. Hoje é um dia de muita emoção para todos nós, é um acontecimento inédito. Muito obrigado Maria Alves, muito obrigado deputado Hildo Rocha”, disse Juca.

O líder comunitário Raimundo Farias que também lutou pela conquista da máquina completou as mensagens de gratidão ao deputado e a Maria Alves. “A presença de todos vocês aqui na nossa comunidade, neste dia tão especial é motivo de grande alegria. Nós estamos de parabéns por esse presente que vocês vieram nos entregar. Muito obrigado, de coração”, declarou Farias.

Assista reportagem em vídeo:

Clique na imagem e confira!

Nos Siga no Facebook

Mais lidas da semana

Ouça a rádio voz de arari!

Arquivo da página