MARANHÃO

BAIXO PARNAÍBA

BRASIL e Mundo

CORONAVÍRUS

Videos

Arquivo da página

Você está em

Servidores da UPA e HAPA escancaram descaso da gestão municipal: "nem soro", "não há oxigênio", "crianças com diarreia", denunciam os servidores

Antenor Ferreira


"Nem soro tem", "crianças com vômito e diarreia"... assim começaram a descrever alguns servidores do Hospital Antônio Pontes de Aguiar (HAPA), e da Unidade de Pronto Atendimento - UPA, que recorreram as redes sociais para denunciar o cenário de caos que vive as duas principais unidades de saúde de Chapadinha/MA.

As denúncias vieram a tona na tarde desta quinta-feira (03), e jogaram por terra o discurso dos que ainda defendem o atual prefeito Magno Bacelar (Cidadania), derrotado no último dia 15 de forma vergonhosa. 

Segundo os denunciantes, faltam ataduras, medicamentos, alimentos, material de limpeza, soro, entre tantos outros. 

"Muitas crianças com vômito e diarreia, médico prescreve e nós temos que despachar", denunciou uma servidora em um dos grupos de servidores, no aplicativo WhatsApp. 

"Já está no ponto do Ministério Público tomar as providencias", responde outro servidor revoltado. Veja: 


A servidora Luisa Rodrigues taxou como "LASTIMÁVEL" o estado em que se encontra as duas unidades, em relato postado em sua rede social. 

"Eu enquanto profissional da saúde menosprezo essa administração que trata as pessoas como lixo", desabafa a servidora em um dos trechos. Acompanhe:

Bom, só nos resta torcer para que o Ministério Público haja, evitando que uma verdadeira tragédia ocorra, até o dia 31 de Dezembro.

Antenor Ferreira

Jornalista chapadinhense, 33 anos, apresentador de rádio e TV, e redator dessa página. Obrigado por sua visita! Siga-nos no insta: @antenor.oficial

Nenhum comentário:

Participe! Deixe seu comentário

Vamos ficar em forma?

Vamos ficar em forma?
Rua do Comércio - Centro, por trás do Armazém Paraíba

Nos Siga no Facebook

Mais lidas da semana