MARANHÃO

BAIXO PARNAÍBA

BRASIL e Mundo

CORONAVÍRUS

Videos

Arquivo da página

Você está em

Ex-vereador "talão" que foi rejeitado nas urnas tenta atacar procedimentos rotineiros na UPA

Antenor Ferreira 


Após o fracasso na "campanha" contra a aprovação de projeto de lei que possibilitará ao município a contratação de empréstimo junto ao BNDES, restou há algumas figuras oposicionistas voltar a apelar, e alguns de maneira bem lamentável, como é o caso do ex-vereador "talão" Nonato Baleco. 

Buscando de qualquer forma chamar a atenção do eleitorado que impiedosamente o rejeitou nas urnas, Baleco fez uma publicação em sua página na rede social Facebook, onde tenta desqualificar o funcionamento da Unidade de Pronto Atendimento do município, a UPA, hoje dedicada exclusivamente ao tratamento de pessoas com Covid-19. 

Ao publicar imagens que mostram materiais de descarte em alguns pontos da unidade, o ex vereador tentou alegar mal funcionamento da unidade de saúde, chegando inclusive a afirmar de forma totalmente infundada que medicamentos e materiais estariam em ambientes contaminados. 

Não precisa ser leigo e é até de estranhar tais acusações partirem do ex parlamentar, tendo em vista que sua companheira é da área da saúde. 

Nas imagens que Baleco postou o que se ver são materiais de descarte, em locais de descarte, e não se ver lixo espalhado, como diz a publicação. 

A pia mostrada, inclusive com o "sabão comum", que o ex parlamentar menciona como se fosse impróprio o uso, sendo que a Organização Mundial da Saúde - OMS e ANVISA, órgãos reguladores do sistema de saúde nunca apresentaram qualquer contestação ou especificação de uso de sabão "adequado", pois todos são eficazes higienizantes, é uma área de trabalho do profissional de saúde, e no qual em momento algum é indevido a colocação de bandejas, invólucros e materiais de descarte, posteriormente recolhidos e colocados em uma lixeira.  

Papeis em uma maca, muitas vezes deixado no momento em que se confere os dados de um paciente, ou se vai buscar algo, nunca feriu protocolo, tão pouco tornou o ambiente insalubre e muito menos ofereceu risco a saúde pública. 

Claramente é apenas um apelo fracassado do ex-parlamentar, que fincou seu nome de forma lamentável nos anais da política local, após compor um governo desastroso e defender com unhas e dentes a aprovação do famoso projeto de aumento da taxa de iluminação pública, que massacra os chapadinhenses e que lhes rendeu o carinhoso título a época de vereador talão, como também os colegas que acompanharam a vontade do então prefeito. 

Parece que Nonato Baleco ainda não despertou para o tamanho do estrago por ele próprio feito. A Câmara e o povo se saiu dele, mas o nobre ainda não conseguiu aceitar a derrota e o apagar do seu nome na política. 

Seria mais sábio agora tentar recuperar o tempo perdido, tentar ganhar pontos com o povo. Mas isso apostando na verdade e no reconhecimento, e não em práticas herdadas de um governo em que lixo era o que realmente existia em cada canto, e que deixou amargas heranças ao povo de Chapadinha. 

Baleco que um dia apoiou com unhas e dentes a prefeita Belezinha, e que depois de forma vergonhosa a traiu, tem agora chance de reconhecer o seu erro. Quem sabe até se arrepender de ter ajudado a tira-la do poder. 

Foi a ela que o povo clamou com veemência no último pleito. Foi ela que retornou com força e abraçou como nunca a missão de cuidar da nossa gente. 

Quem seguir a linha contrária amargará dolorosamente o sabor de torcer contra o povo, realidade hoje vivenciada pelo nobre ex parlamentar. 

Antenor Ferreira

Jornalista chapadinhense, 33 anos, apresentador de rádio e TV, e redator dessa página. Obrigado por sua visita! Siga-nos no insta: @antenor.oficial

Nenhum comentário:

Participe! Deixe seu comentário

Vamos ficar em forma?

Vamos ficar em forma?
Rua do Comércio - Centro, por trás do Armazém Paraíba

Nos Siga no Facebook

Mais lidas da semana