MARANHÃO

BAIXO PARNAÍBA

BRASIL e Mundo

CORONAVÍRUS

Videos

Arquivo da página

Você está em

Mais de 2.400 mulheres foram vítimas de violência este ano no Maranhão

A violência tem ultrapassado a faixa da zona urbana e alcançado o campo. No estado, mais de 2.400 mulheres vítimas de violência doméstica já buscaram a Defensoria Pública para pedir ajuda. Para alertar sobre a incidência de casos, uma campanha das associações agroecológicas tem trabalhado nos 30 dias de ativismo pelo fim da violência contra as mulheres camponesas do Maranhão.


A ideia é conscientizar para o fato de que a violência doméstica acontece em todo lugar, seja na zona urbana ou rural. O lançamento oficial aconteceu à distância, mas com discussões muito próximas da realidade destas vítimas, atendidas pela Defensoria Pública do Maranhão (DPE) de janeiro a agosto deste ano.

O número representa a média de 300 denúncias por mês na DPE. De acordo com a Ouvidoria Nacional de Direitos Humanos, as denúncias feitas ao Ligue 180 aumentaram 14,1% nos quatro primeiros meses de 2020, em comparação ao mesmo período de 2019. A partir da campanha, será feita pesquisa que aponte números sobre a violência doméstica contra a mulher no campo.

Uma das ações práticas da campanha está a criação de um espaço comunitário que disponha de internet para registro das denúncias de violência, além de chegar ao mapeamento dos casos que estão na zona rural.

As informações são do MA 10

Antenor Ferreira

Jornalista chapadinhense, 33 anos, apresentador de rádio e TV, e redator dessa página. Obrigado por sua visita! Siga-nos no insta: @antenor.oficial

Nenhum comentário:

Participe! Deixe seu comentário

Vamos ficar em forma?

Vamos ficar em forma?
Rua do Comércio - Centro, por trás do Armazém Paraíba

Nos Siga no Facebook

Mais lidas da semana