MARANHÃO

BAIXO PARNAÍBA

BRASIL e Mundo

CORONAVÍRUS

Videos

Arquivo da página

 Antenor Ferreira 

Após ganhar fôlego nas eleições, e até um destaque favorável na corrida eleitoral, o candidato a prefeito de Chapadinha/MA, Higor Almeida (PSB), que defendia o discurso do novo, deixou cair a máscara e mostrou o que realmente pratica: a SUJA e VELHA política. 


O verdinho que já vinha sendo apontado como laranja do prefeito que tenta ser candidato a reeleição, Magno Bacelar, prova a cada instante que não se diferencia em nada dos que alega combater. Higor passou a juntasse com velhas e rejeitadas raposas da política local. 

A situação é tão complicada que até mesmo o seu companheiro de chapa, o vereador Marcelo Marinheiro, reconheceu em áudio que a vitória será de forma "irreversível" da candidata Belezinha (PL), e que o mais novo aliado do grupo, o médico e atual vice-prefeito do município, Talvane Hortegal, não passa de "queimação total". (vídeo abaixo). 

Bem, além de Talvane estão caminhando com Higor agora o blogueiro Eduardo Braga, que até pouco tempo defendia ferozmente o prefeito Magno Bacelar, isso após dizer que Belezinha era o melhor pra Chapadinha (Clique AQUI e assista o vídeo), e que é integrante do programa Direto ao Assunto, da rádio Mirante, que tem todos na folha da Prefeitura, e o ex-vereador Orinaldo e sua esposa Missicley Araújo, atual vereadora, os quais todos sabem como agem na política. 

Talvane que chegou a anunciar candidatura, depois desistência para apoiar Magno, e agora apoio a Higor, reforça de vez a fama de político vendido, ou no mínimo vira folha, já que a cada eleição se posta de lado contrário ao último que apoiou. Seu apoio a Higor com certeza não foi de graça, contrariando mais uma vez o discurso da nova política: "que não faz negociata", ou fazia. 

Conhecendo a ganância do vice-prefeito, que mesmo sem exercer plantão chegou a receber mais de 60 mil reais da Prefeitura (Clique para ver), é de acreditar que no mínimo a Secretaria de Saúde tenha sido a ele lhe prometida. 

A Higor resta defender os recém aliados, que após anos dormindo e acordando na velha política, da água pro vinho viraram bonzinhos, prontos para somar com a "o novo". Uma nova política em que vale vencer com "presidiários, putas e bandidos", como assim afirmou seu vice, Marcelo Marinheiro. (Clique e entenda). 

É meus amigos, na nova política vale tudo mesmo. 

 Antenor Ferreira 

O clima das eleições 2020 em Chapadinha/MA, segue pegando fogo e confirmando que dia 15 de novembro a vitória será da candidata Belezinha (PL). Fator reconhecido inclusive pelo candidato a vice-prefeito de Higor Almeida (PSB), o vereador Marcelo Marinheiro. 

Marcelo e o candidato a prefeito e colega de chapa, Higor Almeida 

Em áudio que começou a circular na manhã desta sexta-feira (30), o companheiro de chapa de Higor diz está convicto que a vitória nas eleições de 2020 será de Belezinha, em um cenário que ele denominou como "IRREVERSÍVEL". 

"Higor se chegar muito chega a 20", afirma Marcelo Marinheiro durante o áudio de uma conversa com a candidata Belezinha. Em outro trecho do áudio ele menciona que ficou desanimado, mas que permanecerá ao lado de Higor, na perspectiva de serem uma nova opção futura.

Marcelo ainda afirma que o recém aliado do grupo, o atual vice-prefeito Talvane Hortegal, é "uma queimação total".

"A mulher dele é pior do que a Danúbia, e aí vocês querem?", disse o parlamentar.

Assista:


Em sua página no Facebook, Higor Almeida tentou justificar o ocorrido, mas até agora não houve sucesso.

Um verdadeiro escândalo jurídico tem tomado conta dos bastidores das Eleições de 2020 em Anapurus, no interior do Maranhão. O candidato de oposição, Júlio Cesar (PSD) – já ocnsiderado ficha suja pela Justiça -, tem tentado realizar, ludibriando o Poder Judiciário, uma verdadeira armação processual para tentar conseguir ser candidato nestas eleições.


Blog do Gilberto Léda obteve acesso a informações que comprovam que Júlio Cesar possui duas condenações junto ao Tribunal de Contas do Estado do Maranhão (TCE-MA), uma de quando ele foi presidente da Câmara Municipal de Mata Roma, e outra de quando foi presidente do IPEMAR.

Em 2016, Júlio Cesar conseguiu ser candidato em Anapurus porque obteve duas liminares que suspenderam os efeitos das condenações. Porém, as liminares perderam validade no ano de 2020, colocando novamente o Júlio Cesar na condição de inelegível.

O fato é que, com estas condenações, Julio Cesar perdeu as condições de elegibilidade, nos termos da Lei da Ficha Limpa, logo, não pode ser candidato. Dessa forma, ao analisar o pedido de registro de candidatura, o juiz eleitoral da 24ª Zona Eleitoral, de Brejo, Karlos Alberto Ribeiro Mota, indeferiu o registro do candidato.

A partir dai, Júlio Cesar começou as tentativas de manobras jurídicas. Em outubro, entrou com duas ações judiciais idênticas às que foram ajuizadas em 2016, com a finalidade de anular os efeitos das duas condenações do TCE/MA.

Isso mesmo: ações idênticas!

Como se não bastasse, Júlio Cesar ajuizou, de forma indevida, um pedido de efeito suspensivo à Apelação que derrubou a cautelar de número 402-38.2016.8.10.0076 solicitando novamente a suspensão dos efeitos condenação de quando presidente do IPEMAR. Acontece que essa liminar não possui nenhuma viabilidade jurídica, pois a ação principal deste caso (1731-85.2016.8.10.0076) transitou em julgado no dia 1º de julho de 2020. E uma cautelar (que é um processo acessório) não subsiste sem o principal.

Ao Blog do Gilberto Léda, Patrik Pinheiro, representante da coligação da candidata à reeleição Professora Vanderly, informou que esse recurso caiu na mesa do desembargador do TJ-MA Antonio Guerreiro Júnior, que concedeu efeito suspensivo contra a decisão que cassou a liminar.

Na tarde de quarta-feira (28), contudo, Júlio Cesar sofreu nova derrota. O juiz Karlos Alberto, foi contrário a Júlio Cesar em uma das ações que foram ajuizadas em 2020. Segundo os advogados da Professora Vanderly, essas ações protocoladas em 2020 não possuem qualquer lógica jurídica, pois dizem respeito aos mesmos pedidos das ações ajuizadas no ano de 2016, já com trânsito em julgado.

O que chamou atenção na decisão de quarta-feira, segundo a coligação, é que o juiz de Brejo não deixou claro em sua decisão que a referida demanda está sob o manto da “coisa julgada”, isto é, que não se poderia rediscutir uma matéria já decidida, o que facilitou para que mais uma vez Julio Cesar tentasse induzir o Poder Judiciário a erro.

Ainda de acordo com os representantes de Vanderly, essa “brecha” deixada pelo magistrado possibilitou mais uma tentativa de manobra, pois Júlio Cesar já recorreu ao Tribunal de Justiça do Maranhão em busca de uma nova liminar. Dessa vez ,o recurso está nas mãos do desembargador José de Ribamar Castro.

Por fim, Patrick disse que os advogados da candidata à prefeita Vanderly estão de olho em todas essas tentativa de manobras, e informaram que recorrerão até as últimas instancias processuais para que o caso seja tratado dentro dos moldes que permite a lei, e sem permitir jeitinhos.


Um homem identificado como Alex Porfírio Damasceno, de 25 anos, vulgo 'Lekinho', foi morto a tiros no início da tarde desta quinta-feira (29), após ter assaltado uma mulher e em seguida ter entrado em uma loja na Rua Vereador Dionísio dos Santos, no bairro Tabuleta, na zona Sul de Teresina, para cometer um outro assalto. No estabelecimento estava um Policial Militar, lotado no Estado do Maranhão, que reagiu e alvejou o indivíduo,  que morreu ainda no local.

De acordo com as primeiras informações colhidas pelo Meionorte.com, o cunhado do policial, identificado apenas como ‘Wemerson’, também foi atingido na troca de tiros na região da cabeça e foi encaminhado às pressas ao Hospital de Urgência de Teresina (HUT). Não se sabe até o momento sobre seu estado de saúde na unidade.

A Guarda Civil Municipal, Polícia Militar e agentes do Rondas Ostensivas de Natureza Especial (RONE) estiveram no local dando apoio e fazendo o isolamento da área. Há informações de que o tiro que atingiu seu cunhado tenha partido do próprio policial. No local foi encontrado a arma utilizada pelo assaltante e uma motocicleta, modelo Honda, de placa QRD-5886, sem restrição de roubo. Ele deflagrou todos os disparos na troca de tiros, assim como o polcial militar.

Com informações do repórter Ivan Lima, da Rede Meio Norte

 Delegacia de Crimes Raciais e Delitos de Intolerância (Decradi) informou nesta quinta-feira (29) que investiga o caso. No sábado, grupo negro fazia passeio turístico no Centro e foi acompanhado pela PM por 3 horas



Uma loja da rede de supermercados Extra obrigou um casal negro a esvaziar a bolsa para ser revistada no Campo Belo, Zona Sul da cidade de São Paulo, e encontrou uma Bíblia. A Delegacia de Crimes Raciais e Delitos de Intolerância (Decradi) informou nesta quinta-feira (29) que investiga o caso.
"A moça me deu o valor, peguei meu cartão pra pagar e ela disse: 'preciso ver tua bolsa'. Eu falei: 'sério?'", relatou à reportagem Edgar Oliveira de Carvalho, que estava com a esposa ao lado.

"Eu perguntei pra ela: 'você tem alguma dúvida se coloquei algo dentro?'. Fiquei sem ação. Me faltou o chão", contou Letícia Reis Oliveira de Carvalho. Ela acrescentou à caixa do supermercado que só abriria a bolsa na presença da polícia.

Quando a polícia chegou Edgar virou a bolsa no carrinho e, dentro, havia uma carteira, uma bolsinha com remédios e uma bíblia. O policial tentou minimizar a situação, como mostra o vídeo gravado pelo casal no momento do episódio.
"Não é nada fora do normal. Você está dentro de um estabelecimento comercial", justificou o PM. Mas, para o casal, não tinha nada de normal ali. "Eu perguntei para o gerente com quantas pessoas eles fizeram aquilo naquele dia", disse Letícia.

O que diz o Extra

Em nota, a administração da rede de supermercados Extra disse que condena condutas discriminatórias, e que tomou conhecimento do episódio nesta quinta-feira, quando, imediatamente, acionou a loja, dando início a um processo interno de investigação.

A rede informou que possui um calendário de treinamentos, atualizações de procedimentos e formações para todos os funcionários e prestadores de serviço, que incluem o combate ao preconceito.

O Extra orienta aos consumidores que acionem o canal de ouvidoria que possui em casos de denúncias sobre condutas ilegais ou antiéticas.

Outro episódio

No sábado (24), um grupo de 14 pessoas, a maioria negras, fazia um roteiro turístico no Centro de São Paulo e foi monitorado pela Polícia Militar por três horas.

A reportagem questionou a PM se a corporação confirma que acompanhou os guias e turistas negros por três horas e o motivo da ação. Em nota, a corporação disse que "por se tratar de um evento com grande concentração de público foi realizado o acompanhamento, como regularmente é feito a fim de garantir a segurança do grupo e demais cidadãos".

"A nossa caminhada é uma valorização da cultura negra, e a gente gostaria de convidar a Polícia Militar a fazer parte dessa caminhada, para entender a importância e a potência desse trabalho, para entender que pessoas negras juntas não estão necessariamente se manifestando ou fazendo algo criminoso. Pode ser uma atividade cultural", disse Guilherme Soares Dias, um dos sócios da BlackBird Viagem.

O caso também é investigado pela Delegacia de Crimes Raciais e Delitos de Intolerância (Decradi).

Depois de sair do supermercado, Letícia e Edgar foram direto para a delegacia da região registrar um boletim de ocorrência e, dias depois, procuraram a Delegacia de Crimes Raciais e Delitos de Intolerância (Decradi), que investiga o caso.
Supermercado obrigou casal negro a mostrar a bolsa para revista na hora do pagamento, no Campo Belo, Zona Sul de São Paulo — Foto: TV Globo/Reprodução


O que diz o Extra

Em nota, a administração da rede de supermercados Extra disse que condena condutas discriminatórias, e que tomou conhecimento do episódio nesta quinta-feira, quando, imediatamente, acionou a loja, dando início a um processo interno de investigação.

A rede informou que possui um calendário de treinamentos, atualizações de procedimentos e formações para todos os funcionários e prestadores de serviço, que incluem o combate ao preconceito.

O Extra orienta aos consumidores que acionem o canal de ouvidoria que possui em casos de denúncias sobre condutas ilegais ou antiéticas.

Outro episódio

No sábado (24), um grupo de 14 pessoas, a maioria negras, fazia um roteiro turístico no Centro de São Paulo e foi monitorado pela Polícia Militar por três horas.

A reportagem questionou a PM se a corporação confirma que acompanhou os guias e turistas negros por três horas e o motivo da ação. Em nota, a corporação disse que "por se tratar de um evento com grande concentração de público foi realizado o acompanhamento, como regularmente é feito a fim de garantir a segurança do grupo e demais cidadãos".

"A nossa caminhada é uma valorização da cultura negra, e a gente gostaria de convidar a Polícia Militar a fazer parte dessa caminhada, para entender a importância e a potência desse trabalho, para entender que pessoas negras juntas não estão necessariamente se manifestando ou fazendo algo criminoso. Pode ser uma atividade cultural", disse Guilherme Soares Dias, um dos sócios da BlackBird Viagem.

O caso também é investigado pela Delegacia de Crimes Raciais e Delitos de Intolerância (Decradi).

Antenor Ferreira 

A realidade da Saúde do município de Anapurus é outra, graças a gestão da Professora Vanderly Monteles (PCdoB), hoje candidata à reeleição. A população tem acesso a uma saúde de qualidade, com médicos atendendo diariamente no hospital Madalena Monteles e unidades de saúde da sede a zona rural. 

A realidade atual confronta de maneira brutal com o que vivenciou a população no passado, quando o município estava nas mãos da ex-prefeita Tina Monteles e seu esposo, Júlio César (PSD), candidato a prefeito nessas eleições. 

Naquela época o povo penava por atendimentos. A romaria para Mata Roma e municípios vizinhos era incessante, enquanto do governo só vinha desculpas e escândalos vergonhosos, que se eternizaram na mente dos anapuruenses. 

Um desses escândalos foi o do médico Dr. Maxwell Tavares (in memorian). Lembram dele? Calma que refresco sua memória. 

O ano era 2014 e uma auditoria realizada em Anapurus constatou diversas irregularidades na gestão da ex-prefeita Tina Monteles. A auditoria teve como foco as ações voltadas a Saúde da Família, Saúde Bucal e Agentes Comunitários de Saúde, bem como aplicação dos recursos financeiros.

Dentre as irregularidades encontradas estava a má aplicação de recursos no hospital Madalena Monteles, que a época passou por uma reforma que durou 10 meses, período em que não houve uma única consulta, cirurgia ou qualquer atendimento, além da total ausência de medicamentos, em especial para Diabéticos e Hipertensos e, o mais grave: a "atuação" do cirurgião plástico Maxwell Tavares da Silva, que havia morrido em 13 de abril de 2012. 


Documentos comprovaram que apesar de falecido, o médico teria prestado atendimento na então Unidade Mista de Saúde Madalena Monteles em 2012, quando pessoa não habilitada e, por consequência, sem registro no Conselho Regional de Medicina, trabalhava como médico plantonista, atendendo a população. 

Pasmem, foram encontrados atendimentos e receituários médicos com assinatura e carimbo de profissional falecido e CRM desativado, denotando a ocorrência de exercício ilegal da medicina e falsidade ideológica. (Informações do blog do Neto Ferreira - Clique e confira matéria da época)

Essa era a saúde do governo Tina Monteles e Júlio César. Agora pergunto: Esse povo merece voltar? 

Está na ponta dos seus dedos a resposta. 


O deputado federal Hildo Rocha se reuniu, na última terça-feira pela manhã, com o Secretário Nacional de Habitação, Dr. Alfredo Eduardo dos Santos, com o objetivo de garantir a conclusão de dois grandes empreendimentos habitacionais localizados na região Tocantina.

Canto da Serra


O Residencial Canto da Serra, maior conjunto habitacional da cidade de Imperatriz, composto por 2.920 unidades habitacionais já deveria ter sido entregue às famílias cadastradas. Entretanto, a obra que foi contratado em 2012 foi interrompida em decorrência de erros de projeto e involução das obras. As empresas contratadas originalmente passam por processo judicial para pagamento de prejuízos causados.

Erros de projeto

Hildo Rocha destacou que o empreendimento, orçado inicialmente em R$ 180 milhões, recebeu agora suplementação orçamentária de mais R$ 120 milhões. “Um custo altíssimo em razão de erros de projeto. As casas foram construídas em local inadequado que exigia a realização de drenagem profunda, cara e complexa; as casas foram mal projetadas, mal feitas, mal acabadas”, destacou o parlamentar.

Entraves administrativos

O deputado disse que a nova empresa que foi contratada para fazer as correções necessárias tem demonstrado boa capacidade técnica. Mas, de acordo com o parlamentar, a Caixa Econômica Federal (CEF) peca por não manter um fluxo de caixa para que a construtora possa tocar a obra sem interrupções, sem as constantes paralisações que ocorrem por falta de pagamento.


“A empresa que agora tem a responsabilidade de corrigir os erros cometidos pelas outras construtoras está trabalhando bem. O diretor dessa construtora também participou da reunião e mostrou que tem as soluções. Entretanto, ficou evidenciado que ainda existem entraves administrativos que precisam ser resolvidos. Eu solicitei ao Dr. Alfredo que contorne essa questão para que a obra possa ser executada conforme o cronograma possibilitando assim que quase dez mil pessoas sejam beneficiadas por esse empreendimento”, argumentou Hildo Rocha.

Jardim Aulidia

O parlamentar também tratou acerca da entrega de mais duas mil unidades habitacionais do Jardim Aulidia, empreendimento instalado na cidade de Açailândia.


“Eu lutei muito pela entrega das primeiras mil unidades. Ainda faltam ser entregues mais duas mil casas. Desse total, 530 já estão prontas e a Caixa Econômica nos informou que o sorteio será realizado pela prefeitura. Dr. Alfredo garante que em dezembro irá pessoalmente fazer as entregas das casas juntamente com o prefeito Aluísio, com a presidente da Associação dos Moradores, Cris Monteiro e o meu amigo Azeitona. Foram essas três pessoas que pediram minha ajuda no pagamento, conclusão, liberação e entrega das casas”, declarou Hildo Rocha.

O papel da SNH

A Secretaria Nacional de Habitação (SNH) é responsável por formular, acompanhar e avaliar a implementação da Política Nacional de Habitação, em articulação com as demais políticas públicas e instituições voltadas ao desenvolvimento urbano, com o objetivo de promover a universalização do acesso à moradia.

Assista: 



 Blog do Minard 


A juíza Welinne de Souza Coelho, da 42ª Zona Eleitoral de Chapadinha julgou procedente Ação de Impugnação e indeferiu o registro de candidatura de Magno Bacelar, prefeito candidato a reeleição. Ela declarou o gestor ‘INAPTO’ para concorrer as eleições municipais deste ano.

Abaixo, um trecho da Sentença.

Decisão Judicial Eleitoral
Decisão Judicial Eleitoral

Um motorista bêbado pode ter ocasionado a queda de um poste de iluminação pública que matou dois cachorros na cidade de Bom Jardim, a 278 quilômetros de São Luís.


Os animais morreram eletrocutados na cidade de Bom Jardim após poste ser derrubado. Segundo populares, havia corrente elétrica em fios espalhados pelo chão de uma praça pública localizada no Centro da cidade.

Em vídeo populares demonstram utilizando uma ferramenta de medição de voltagem que havia corrente nas traves de um campo de futebol, além disso é possível visualizar o fio estendido no chão e os animais agonizando devido as descargas elétricas. Assista no MA 10

Organizações não governamentais de proteção a animais se manifestaram reivindicando punição aos envolvidos na morte dos cachorros.

“Os animais que ainda apareceram vivos no vídeo já tiveram atendimento veterinário? Não é porque são de rua que isso exclui a responsabilidade de prestar socorro a eles!”, afirmou a moderadora do perfil Pets da Nathy em publicação feita no Instagram da ONG Amada São Luís.

O prefeito da cidade de Bom Jardim, Francisco Alves de Araújo, utilizou da sua conta nas redes sociais nesta terça-feira para esclarecer o fato. De acordo com o prefeito um motorista alcoolizado teria batido no porte ocasionando a queda do poste de iluminação pública. Segundo o prefeito o problema foi resolvido logo que a prefeitura tomou ciência do ocorrido.

Portal MA 10 entrou em contato com a Comissão de Defesa e Proteção dos Animais da OAB-MA que nos informou que está apurando o caso para tomar as medidas cabíveis.

 Antenor Ferreira 


A juíza eleitoral Welinne de Souza Coelho, titular da 42ª zona eleitoral de Chapadinha, acaba de publicar novo despacho, mantendo pela terceira vez o indeferimento do registro de candidatura de Carmen Neto (Democratas). 


A juíza preferiu manter integralmente a sentença outrora anunciada, e consequente indeferimento do registro de candidatura da ex-prefeita. 

No site do Tribunal Superior Eleitoral - TSE, é possível conferir que o registro de candidatura da pretensa candidata mantém-se indeferido e que nem mesma sua foto está disponível na urna. 


A dúvida agora é quanto a possibilidade ou não da substituição de seu nome, tendo em vista que os prazos já foram extrapolados. 

Nas ruas o povo só diz uma coisa: JÁ ERA!!! 

 Antenor Ferreira 

Um vídeo que começou a circular em grupos de WhatsApp ontem (27), chama atenção não apenas pelo inverídico conteúdo, mas pela desfaçatez de sua autora, a "empresária" Rejânia Maria Pinheiro dos Santos, apoiadora do candidato a prefeito Júlio César (PSD). 


Rejânia é ou era a proprietária da construtora Santa Margarida, denunciada pelo Fantástico, no ano de 2014, em esquema que desviou mais de 30 milhões de recursos públicos nos municípios de Anapurus e Mata Roma. 

Agora, no ano de 2020, às vésperas das eleições, Rejânia teve coragem de ir ao bairro do Aeroporto, esquecido pela gestão que defende, para tentar atingir a gestão da prefeita e candidata a reeleição, Professora Vanderly (PCdoB).  

No vídeo a "empresária" afirma que o bairro não teria recebido benefícios na atual gestão. No entanto, ela esqueceu de falar que foi justamente na gestão de quem ela defende, que o Aeroporto foi completamente abandonado. 

Assista o vídeo: 

Documentos obtidos por nossa página tornam público o claro desvio de recursos provenientes de convênio com a SINFRA, ainda no governo da ex-governadora Roseana Sarney. 

O convênio objetivava a pavimentação poliédrica justamente do bairro Aeroporto. Os recursos eram da ordem de R$ 631.578,95


A Prefeitura de Anapurus recebeu e sacou os recursos, como provam os extratos abaixo: 



O recurso veio, foi sacado, mas benefício o povo não viu. Nenhuma das ruas informadas no projeto foram pavimentadas, restando aos moradores apenas a decepção. 





BENEFÍCIOS DA GESTÃO VANDERLY 

Bom, diferente do que pregou a dita cuja, a gestão atual apesar de ser impedida de conseguir asfalto e pavimentação para o bairro, justamente por conta dos desvios cometidos no passado, reformou o posto de saúde do Aeroporto, está construindo um poço de abastecimento composto por uma rede de 3 mil metros de distribuição, manteve em pleno funcionamento por mais de 3 anos o Centro de Convivência e Fortalecimento de Vínculos, instrumento social de suma importância, entre outros benefícios, que povo reconhece. 

Comparar 4 anos com 16, é no mínimo sem noção. Ainda bem que o povo não é besta e não esquece quem chegou no poder tão somente para desviar o que é do povo. 

Relembre abaixo reportagem do Fantástico: 



 Antenor Ferreira 

A negativa da candidata a prefeita de Chapadinha, Ducilene Belezinha (PL), de participar de uma sabatina no programa Direto ao Assunto, da rádio Mirante, tem ganho bastante repercussão, principalmente por meio dos âncoras do programa, conhecidos pela árdua defesa a gestão do prefeito Magno Bacelar (Cidadania), que neste exato momento apela à justiça para tentar concorrer a reeleição. 

Bancada do programa Direto ao Assunto, rádio Mirante 

Belezinha agiu certo, mostrando maturidade e que diferente de outras épocas, quando aceitou inclusive ter Eduardo Braga, um dos ocupantes da bancada do programa ao seu lado, hoje não aceita cair em armadilhas. 

Na verdade a candidata escapou e com maestria de um verdadeiro covil de lobos MENTIRANTES", (expressão que ela usou para definir a emissora de rádio - Clique AQUI e assista transmissão de reunião da candidata na noite de ontem, 27), sedentos para arranca-lhes o último suspiro. 

Creio que não preciso lembrar o perfil do respectivo programa, que somente agora às vésperas das eleições tenta posar com a manta de imparcial e comprometido com a notícia. Porém, passam longe disso. 

Pra começar a emissora é declaradamente apoiadora da atual gestão, e todos os integrantes da bancada do programa são remunerados pela Prefeitura, alguns com salários bem vultosos. 

O secretário de comunicação do município, Alexandre Pinheiro, fiel defensor de Magno e corrosivo crítico a Belezinha, também compõe a bancada. 

No time ainda estavam o diretor da emissora, Léo Castro, que segue a linha do último, o advogado Almir Moreira, que até meados do ano passado se declarava apoiador de Belezinha e que de maneira repentina mudou totalmente sua opinião, Eduardo Braga, que no passado dizia publicamente que a hoje candidata era o melhor para Chapadinha (vídeo abaixo), e o comunicador Dean Franklin. 


No quadro abaixo podemos ver as remunerações dos respectivos membros do programa, que aguardavam maliciosamente a candidata Belezinha, e que frustrados dedicaram mais de duas horas para criticar sua ausência. 

E aí, com essa farra de dinheiro, oriundo justamente do principal opositor de Belezinha, dá pra acreditar em imparcialidade? 

Não é difícil imaginar quais os reais propósitos da bancada. Dar voz aos candidatos que aparecem em 3º lugar abaixo nas pesquisas, ou a quem vem ganhando força e que curiosamente não é atacado por nenhum deles, deixando claro a cor laranja que se esconde atrás do verde, é bem fácil. Difícil é se posicionar da mesma maneira com a candidata que ameaça a continuidade da gestão que defendem, e consequentemente as regalias da "conceituada" bancada. 

Ninguém é bobo. E Belezinha menos ainda. 

 Ministério da Economia diz que principal objetivo do projeto é encontrar solução para a 'quantidade significativa' de postos de saúde inconclusos ou fora de operação no país.

Do G1

Um decreto publicado nesta terça-feira (27) permite que o Ministério da Economia realize estudos para a inclusão das Unidades Básicas de Saúde (UBS) dentro do Programa de Parcerias de Investimentos da Presidência da República (PPI). O PPI é o programa do governo que trata de privatizações, em projetos que incluem desde ferrovias até empresas públicas.
Unidade básica de saúde Olenka Macellaro, no bairro Caimbé, em Boa Vista. — Foto: Prefeitura de Boa Vista/Divulgação

O texto do decreto 10.530, assinado pelo presidente Jair Bolsonaro e o ministro Paulo Guedes, afirma que a "política de fomento ao setor de atenção primária à saúde" está "qualificada" para participar do PPI. Segundo o decreto, os estudos sobre as UBS devem avaliar "alternativas de parcerias com a iniciativa privada para a construção, a modernização e a operação de Unidades Básicas de Saúde dos Estados, do Distrito Federal e dos Municípios".

Além disso, o decreto diz que a finalidade dos estudos será a "estruturação de projetos pilotos".

Em nota, o Ministério da Economia afirmou que o "principal ponto do projeto é encontrar soluções para a quantidade significativa de Unidades Básicas de Saúde inconclusas ou que não estão em operação no país".

Além disso, a pasta afirma que o PPI irá trabalhar com o Ministério da Saúde e o BNDES na definição de diretrizes e na seleção de "municípios ou consórcios públicos" interessados.
"(...) caberá ao PPI coordenar os esforços e auxiliar na interação com os demais agentes em busca da construção de modelos de negócios, mas a condução da política pública será realizada pelo Ministério da Saúde", afirma o Ministério da Economia.
O G1 entrou em contato com o Ministério da Saúde sobre o tema, mas não havia obtido retorno até a mais recente atualização desta reportagem. Entre outros pontos, o ministério foi questionado sobre qual o déficit em relação às UBS no país, se há alguma estimativa de economia com a privatização das unidades e quais as parcerias já mantidas pela pasta com o setor privado.

Presidente de conselho critica medida

O presidente do Conselho Nacional de Saúde (CNS), Fernando Pigatto, disse que o o decreto será avaliado pela Câmara Técnica da Atenção Básica (CTAB), que deve emitir um parecer formal sobre o texto e tomar as devidas providências legais.

"Precisamos fortalecer o SUS contra qualquer tipo de privatização e retirada de direitos", disse Pigatto em vídeo no canal do CNS no YouTube.

 


O deputado federal Hildo Rocha, parlamentar que tem destinado emendas para o prefeito Fernando Teixeira melhorar os acessos dos produtores rurais das áreas de produção até a sede do município, participou da solenidade de inauguração de uma ponte de concreto, com estrutura de ferro, construída pelo prefeito Fernando Teixeira, no município de Cidelândia.

Fernando Teixeira é candidato à reeleição, pela Coligação Pra Fazer Muito Mais, em chapa que tem o Sr. José de Fátima Barros como candidato a vice-prefeito. Em razão da legislação eleitoral, o prefeito foi representado no ato pelo Secretário de Infraestrutura Edison Lopes.

Demanda solucionada

Hildo Rocha disse que a ponte sobre o riacho Adirobal, na estrada que liga a sede do município ao povoado São João do Adirobal, é mais uma demanda importante que o prefeito Fernando Teixeira consegue atender.

“Fernando Teixeira fez uma obra para durar, a ponte é toda em estrutura de cimento e ferro. Portanto, agora os moradores que utilizam essa estrada podem trafegar com segurança. Antes, sempre havia o temor de que a ponte desabasse. Agora, graças ao trabalho do prefeito Fernando Teixeira, a realidade é outra, está bem melhor”, destacou Hildo Rocha.

Conquista marcante

O Secretário de Infraestrutura, Edison Lopes, ressaltou que a obra é uma conquista marcante da atual administração. “Essa é mais uma conquista da nossa administração alcançada graças ao esforço do prefeito que tem o apoio do deputado Hildo Rocha, parlamentar atuante que trabalha muito em favor da população do nosso Estado”, declarou o secretário.

Agradecimentos

Moradores beneficiados por mais uma relevante ação da prefeitura municipal comemoraram a entrega da obra. “As pontes de madeira caiam de dois em dois anos. Agora, temos a garantia de que estamos servidos por uma obra segura, uma obra definitiva feita pelo prefeito Fernando Teixeira”, afirmou Raimundo Martins.

“Estamos felizes por mais uma obra realizada por nosso prefeito”, afiançou D. Antônia Silva.

Pacto de trabalho renovado

Hildo Rocha aproveitou a oportunidade para, depois da inauguração, participar de atos da campanha eleitoral de Fernando Teixeira. Durante visitas a famílias residentes no Povoado Gavião o parlamentar disse que apoia e pede votos para Fernando Teixeira porque confia na capacidade e na seriedade do prefeito.

“Fernando é trabalhador, é um gestor sério e competente. Por acreditar e confiar é que eu fiz um pacto de trabalho em prol de Cidelândia. Essa parceria já rendeu bons resultados e continuará gerando benefícios para a população porque o município tem um representante em Brasília que trabalha permanentemente com o objetivo de contribuir para o crescimento e para o desenvolvimento dos municípios maranhenses”, afiançou Hildo Rocha.

Veja o vídeo: 



Fique na moda!

Fique na moda!
Avenida Presidente Vargas, Centro de Chapadinha/MA

Vamos ficar em forma?

Vamos ficar em forma?
Rua do Comércio - Centro, por trás do Armazém Paraíba

Nos Siga no Facebook

Mais lidas da semana